Psicoterapia Somática

A Psicoterapia Somática foca-se no corpo, ou seja, nesta terapia juntamos emoções, sensações, movimentos, posturas, palavras e imagens, para que o cliente no fundo possa dar voz ao seu corpo, aquilo que sente e para que possa resinificar precisamente a forma como sente e vê o mundo.

As couraças musculares são um exemplo claro de como emoções podem ficar trancadas no corpo do indivíduo – adotamos tensões e posturas em função daquilo que vivemos e sentimos, que traz muitas vezes sofrimento.

O corpo, a mente e o coração devem estar em sintonia, eles interligam-se e a falta de alinhamento entre eles ou o envio de mensagens de sofrimento entre eles poderá trazer perturbação. O corpo fala mais do que o indivíduo pensa.

As doenças físicas acontecem na maioria das vezes em função de padrões de pensamentos, emoções negativos que são transferidos para o corpo, a doença é um sinal de alerta para a mudança que passa sempre por uma mudança de postura mental, por uma reestruturação global do indivíduo.

O nó na garganta, o aperto no peito, borboletas na barriga, o brilho no olhar, um arrepio que nos percorre o corpo…  Primeiro sentimos, só depois pensamos! Sentir é um lugar desconhecido para a maioria de nós. A maior parte das vezes estamos a lutar com o que estamos a sentir, em vez de simplesmente: SENTIR!

É fundamental para o seu equilíbrio saber como identificar e gerir aquilo que sente, e na grande maioria das vezes essa é uma dificuldade que leva ao sofrimento, uma vez que é através do corpo que entramos em contacto com a nossa realidade não percecionada, e é através dele que a digerimos no nosso interior.

É por este motivo, que a Psicoterapia Somática é tão importante, uma vez que o corpo faz parte do indivíduo e deve estar alinhado com as suas partes. Não é possível tratar o indivíduo só em partes, isso seria fragmentá-lo, ainda mais.

O indivíduo deve ser tratado como um todo, a saúde deve ser vista de forma integral: mental e física.